quinta-feira, 9 de agosto de 2018

PhotoJourney | Trevim & Cerdeira


Hallo Maiazitas (e itos)!! Tudo bem?!

Neste momento tenho uns quantos photojourneys para partilhar convosco, mas penso que vou tentar espaçá-los de forma a escrever de 15 em 15 dias e assim ir dando a conhecer novos lugares durante mais tempo! Posto isto, continuo a mostrar-vos fotos dos locais mágicos que visitei aquando do aniversário do Miguel enquanto que no dia de hoje sou eu quem faz 21 aninhos ahah Será que também terei uma publicação sobre este dia no futuro?! Bem, pode ser que me dê na cabeça e vá conhecer algum local novo nos próximos tempos para celebrar o meu aniversário ihih





O nosso dia começou com a visita ao Candal que partilhei convosco no último post e que podem ver clicando aqui, de seguida fomos em direção ao Trevim para podermos aproveitar o baloiço que lá foi construído pelo movimento 'Isto é Lousã' e aproveitar a vista maravilhosa que estava naquele dia, embora existissem umas quantas nuvens pelo ar! Mas... quando lá chegámos estava um casalinho pouco mais velho que nós e que não tinha qualquer vontade de sair de lá, logo não conseguimos tirar as fotos da praxe naquele momento. 

Decidimos prosseguir o nosso caminho até Santo António da Neve para vermos a capelinha que lá existe bem como o poço de neve, porém tivemos o azar (para nós) de lá estar a haver um convívio na hora de almoço tornando-se impossível tirar fotos e explorar bem o local. Também tenho de admitir que as estradas para chegar a estas localidade deveriam de estar bem mais tratadas... Eram buracos e pedras soltas durante todo o percurso... Como a estrada que seguia para o local onde queríamos ir estava ainda num estado pior, acabámos por voltar para trás pela mesmo estrada e, assim, tivemos a oportunidade de tirar as fotos no baloiço que vêem acima! Ah e curiosidade: nós ainda moramos a cerca de 1h30min deste local, mas quando lá fomos pela segunda vez encontrámos um casal que era da nossa terrinha natal ahah






Depois de almoçarmos decidimos seguir em direção à Praia Fluvial do Poço da Corga. Admito que raramente vou a praias fluviais, pois moro mesmo ao lado do mar, logo não há essa necessidade, mas como fazia parte dos nossos planos, lá fomos nós aproveitar o calor que se fazia sentir e molhar os pézinhos na água gelada ahah Acabámos por não tirar grandes fotos ao local, porque estava com bastantes crianças e eu evito fotografar em locais assim, mas ainda deu para tirar uma ou outra que vos mostro acima. Como podem ver a praia está dividida, sendo que na foto em que estou de fato de banho haviam duas divisões em que era possível tomar banho! Só eu é que me atrevi a entrar dentro de água, logo podem perceber o quão fria estava! Acabámos por prosseguir caminho até Castanheira da Pêra onde lanchamos e exploramos um pouquinho a vila a pé.







Deviam de ser umas 18h fizemos o percurso de volta para Cerdeira que era a Aldeia do Xisto onde estávamos alojados. Escolhemos ficar numa casinha de turismo rural durante o fim de semana, pois pareceu-nos o mais apropriado para esta zona do país. Posso dizer-vos que toda a experiência foi incrível, pois tínhamos marcado uma hora para lá chegar e por infortúnio acabámos por nos perder durante o caminho e tivemos de ligar para lá a avisar que estávamos atrasados e levaram tudo sem qualquer problema! Devo de avisar que a estrada para a aldeia é mesmo muito íngreme e com curvas muito apertadas, sendo muito complicado passarem dois carros lado a lado. Ah e se fores Meo não contes ter rede! Só quem é Vodafone é que tem essa sorte, mas todo o conceito da aldeia é para estarmos afastados da tecnologia, pois apenas temos internet nos lugares comuns como o café.´

A aldeia era muito encantadora e podem ver isso pelas restantes fotos que partilho neste post. O estacionamento ainda é um pouquinho longe das casas em si, temos de descer uma pequena rampa e atravessar uma ponte que passa sobre um riacho que fica mesmo ao lado da fonte que vêem na foto acima e que tem água potável. Temos várias casas renovadas e não renovadas, uma residência, um café, um atelier e muitos sítios fantásticos para observar a vista e estar sentado a apreciar os sons da natureza. Como disse, a aldeia tem um pequeno café onde é servido o pequeno almoço que está incluído na estadia, sendo que temos uma variedade de produtos locais para experimentar!

O que acharam desta pequena aldeia? Muito encantadora, não é? Já tiveram a oportunidade de viver uma experiência destas? Contem-me tudo no comentários!
Beijinhos, Maia

2 comentários: